Tecnologias para Mitigação e Adaptação

As vulnerabilidades dos sistemas terrestres às mudanças climáticas globais têm desencadeado o interesse de grandes grupos de pesquisa em todo o mundo, não somente pelas implicações sócio-ambientais, como pelos impactos econômicos e geo-políticos que podem apresentar. Estratégias para adaptação ou mitigação desses impactos são importantes, portanto, para tomadores de decisão, sobretudo no âmbito governamental, setor produtivo, meio-ambiente e para a sociedade em geral.

Pelo seu caráter fortemente inter-disciplinar, abrange disciplinas tecnológicas, sociais e geo-ambientais, todas permeadas por um forte viés das áreas das ciências exatas, principalmente da física, das matemáticas e da química, que darão suporte e a validação e credibilidade necessárias a esses estudos.

O objetivo principal desta linha de pesquisa será, portanto, propor novas estratégias de adaptação e/ou mitigação desses impactos com base principalmente na competência hoje já estabelecida no INPE nas áreas de geociências, geografia, sensoriamento remoto, das aplicações das engenharias e tecnologias de plataformas orbitais, da meteorologia, da ciência espacial e da computação de alto desempenho.

Outrossim, agregará também novas competências em área em que o INPE ainda é carente. Os principais focos dessa linha de pesquisa estarão relacionados aos impactos dos sistemas energéticos sobre o meio-ambiente, no monitoramento e avaliação de energias renováveis, em sistemas de prevenção de desastres naturais, tais como relâmpagos, deslizamentos, enchentes, e em sistemas de alerta de caráter geral.