Estudos de Impactos, Adaptação e Vulnerabilidade

Nesta linha pretende-se focar a detecção das mudanças ambientais globais, enfocando os impactos, a adaptação e as vulnerabilidades Além das diferentes técnicas de modelagem do sistema terrestre (global e regional), pretende-se avançar no entendimento e desenvolver novas metodologias de análise de impactos e vulnerabilidades às mudanças ambientais projetadas também para setores importantes da economia nacional, tais como: agricultura, agropecuária, energias renováveis, recursos hídricos, saúde, migrações, economia, entre outros setores.

A criação de índices de vulnerabilidade e o mapeamento das vulnerabilidades do Brasil às mudanças ambientais globais é uma das metas do CCST e também faz parte dessa linha de pesquisa. Outros índices desenvolvidos na África e Ásia poderão ser adaptados, e novos índices poderão ser desenvolvidos para o Brasil.

Outro objetivo desta linha de pesquisa é buscar melhor entendimento sobre a adaptação em função das mudanças ambientais globais, principalmente sobre a América do Sul, para que possam ser avaliados mecanismos de redução das vulnerabilidades. Pretende-se desenvolver experiências práticas com vários cenários de mudanças ambientais (globais e regionais), incluindo as avaliações de incertezas e limitações.

Esta linha de pesquisa é multidisciplinar e se beneficiará da competência hoje já estabelecida no INPE nas áreas de meteorologia, modelagem do sistema terrestre, sensoriamento remoto, entre outras. Além disso, agregará novas competências em área em que o INPE ainda é carente.